Neurônio da Semana

Se temos a possibilidade de tornar as pessoas mais felizes e serenas, devemos fazê-lo sempre. - Hermann Messe

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Hora de faxinar...


...

Ouvi sua voz me chamando. Já estou indo, meu bem. A faxina já está quase acabando. Quanta bagunça! Não pensei que estivessem tão sujos os quartos. Arregacei as mangas e comecei a limpar a algumas horas. 

Tive que desfazer do que não era mais necessário. Só que perdi algumas coisas no processo. Coisas que eu achava que sem elas não conseguiria viver. Coisas... Coisas são apenas coisas... Tiveram suas devidas importâncias em seus devidos momentos. Vai ver que essas coisas voltaram para seus respectivos lugares, para onde deveriam estar. 

Também reencontrei aquilo que achei que tinha perdido. Minha essência, Minha Alma, Minha Individualidade Cósmica. Baguncei para aprender a arrumar e encontrei o que deveria achar. Revi algumas lições e reciclei aprendizados. A meta é manter a mente arejada, aberta e livre, livre como um pássaro. 

Doei um pouco do que tinha para quem necessitava e nas horas inesperadas, recebi apoio de quem menos esperava. Sorrisos surgiram de todos os lados e até mesmo nos momentos “desanimadores”, o consolo era imediato, como se a Providência soubesse do meu desamparo. Bem aventurados os que choram, porque estes serão consolados..

Você continua me chamando, mas pode ir à frente! Já acabei, mas irei descansar um pouco. 

Hã? 

Você irá me esperar? 

Não precisa. 

Heim?

O que é esperar algumas horas para ver o meu sorriso?

Você ganhou. 

                                                    Sente-se aqui ao meu lado. 

                                                                                    Vamos descansar, 

pois sonhos dão trabalho.

Nenhum comentário: