Neurônio da Semana

Se temos a possibilidade de tornar as pessoas mais felizes e serenas, devemos fazê-lo sempre. - Hermann Messe

domingo, 19 de maio de 2013

O Futuro do Ontem


Era como se aquelas memórias ainda existissem, lá dentro, guardadas.
Nunca na vida ele tinha precisado delas, e naquele momento, tampouco. Mas elas estavam vindo à tona, conversas, risadas, até mesmo lágrimas.
Estavam todas ali, esperando o momento certo pra aparecer.
Não sabia se isso acontecia com as outras pessoas, mas em sua cabeça, algumas coisas nunca deveriam acabar. A infância, a adolescência, por exemplo. Mas ele sabia que deveria sempre seguir em frente, por mais que muitas vezes virasse pra trás, só pra deixar seus olhos ficarem úmidos por alguns momentos.
Ele já gostara de escrever em seu caderno palavras otimistas. "As coisas mudam", era sua frase preferida. Mas agora era como se o verão tivesse pego todas as outras estações e as tivesse levado embora, deixando no retrovisor um mundo sem nexo, sem sentido.
Nós vivemos em redundância, sim, nós choramos de felicidade.
Nossa vida é dividida em fases. As que foram e as que virão. 
O nosso problema é saber lidar com a transição de cada uma.

Por que é que as atitudes são mais fáceis de escrever, do que de acontecer?

Nenhum comentário: