Neurônio da Semana

Se temos a possibilidade de tornar as pessoas mais felizes e serenas, devemos fazê-lo sempre. - Hermann Messe

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

O Que Não Quero Ouvir


Eu estava caindo, lembrando de todos os beijos,
Dos toques com as pontas dos dedos,
Dos sorrisos espontâneos e das conversas intermináveis.


Eu parei de cair quando percebi que a dor era maior que o amor.
Então percebi onde estava, o que estava fazendo e pra onde estava indo.
Eu estava caindo no abismo, 
Estava dando as costas para todo o resto, mais uma vez,
E estava pulando, procurando abraçar a tua imagem, o teu pedestal.
Sem querer um abraço em troca, eu só queria poder olhar nos teus olhos de pedra, e depois sofreria calado todas as dores que a falta de uma lágrima mútua podiam me fazer sentir.

Então eu parei, em pleno ar.
Você me olhou espantada, se é que seu rosto podia transparecer alguma coisa naquele momento.
Talvez não fosse isso que você esperava.

Quando estamos apaixonados só vemos as perfeições da pessoa.

Eu me vi novamente olhando para o abismo lá embaixo, mas agora, tudo diferente. No fundo não haviam rostos, sorrisos, nada além de um inferno de fogo e calor.
Virei as costas e também sorri, dessa vez havia entendido. Tudo o que tivemos foi muito além do que eu esperava.

Eu só quis ter demais.

De tanto acreditar, faríamos floresta do deserto e diamantes de pedaços de vidro.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Trancado em Meus Erros


Eu vi uma foto parecida com a sua.
E então eu caí.
Não tinha como evitar, eu perdi a noção do espaço ao meu redor.
Por alguns segundos eu esqueci do que eu escrevia, se era pra seguir em frente, se era pra não olhar pra trás, eu vacilei na beira do abismo.
Só porque encontrei o teu rosto lá embaixo.
Não seja pra mim aquele beijo de reencontro. Seja o de carinho eterno.

Eu não destilo mais as cores do ar,
Eu não consigo perceber os movimentos,
Nem ouvir as vozes gritando atrás de mim, pedindo para que eu não pule.
Mas eu me jogo de braços abertos.
Pelo menos a tua imagem lá no fundo sorri pra mim.

Não me aperte, não me deseje: me deixe em paz


Não podemos esperar ninguém para sempre.
Manipular os sentimentos e semear esperanças é sempre algo perigoso. Por que gostamos de nós machucarmos tanto?
Não mandamos em nossos sentimentos, e nem sabemos quem merece nosso coração, mas uma coisa é certa; ninguém é de ninguém.

Por favor, não me dê mais motivos, não me dê mais ar, não me dê mais palavras. Todo amor é hipócrita, e esta minha generalização pode levantar um mundo contra mim.

Não tente me curar, não tente me entender, não me espere.
Apenas aceite que eu não te amo mais.



quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Sob a sombra das asas

Tudo o que somos não passa do que escolhemos ser.

Uma tristeza imunda meu coração sólido, crescendo de dentro para fora, querendo tomar conta de mim. Sempre existe algo dentro de nós que tememos, que desviamos, que não admitimos, que não suportamos.

Às vezes tenho a impressão que é bom estar vulnerável, faz-nos forte no final das contas...
Certo dia crescemos um pouco mais, sempre assim; devagar, como a vida de uma lagarta.
Você sabe diferenciar sua palavra de honra de seu orgulho?

Hoje meu coração foi tomado pela escuridão, e não sei se devo esperar o amanhecer vir para iluminar as coisas novamente. 
Eu sei que estou no escuro por que não acredito mais em mim. Hoje, eu já não acredito em mais ninguém e não adiantará reclamar quando eu estiver sozinho; quando fui eu mesmo que expulsei metade do mundo em minha volta.

Somos apáticos por maldade, ou por jeito? As coisas não parecem estar nos eixos certos, e a cada tentativa de concertar parece piorar a situação.
As ideias se dissipam com facilidade. Meu mundo, que uma vez fora confortável, mudou de forma. Mudou como uma borboleta que antes era uma lagarta. O problema é que ainda tenho a impressão de que ainda sou o mesmo animal.


quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Viagem Pela Vida: Mudar


Então eu resolvi olhar pra frente.
Mesmo que com a impressão eterna que alguém me observa lá atrás.
Resolvi olhar pra frente e cuidar por onde ando, eu já estive caminhando as cegas por tempo de mais. Eu preciso ver onde estão as pedras no caminho novamente, eu preciso ver ao longe onde vou sair.

Sigamos em frente, nós temos 5 marchas a frente e apenas 1 para trás..

Resolvi pegar o carro e sair, sentir o vento no rosto, cantar uma música até perder a voz.
Encontrar quem um dia fazia o meu coração esquentar.
Rir despreocupadamente, pela primeira vez em algum tempo.

Que a água caia do céu e possa lavar tantos sentimentos ruins...
Deixa chover, então,
Eu que sempre disse abertamente que amava a água caindo do céu, mas que nunca tinha posto a cabeça pra fora.

E então, ao chegar nos pés do Senhor, Ele me perguntou:
- O que é que você fez com a tua vida?

E eu não soube responder.

Vou mudar isso.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Viagem Pela Vida: Vou Embora


E a viagem começou com um passo só.
Um passo que você me fez dar.

Por mais que você esteja me fazendo andar pra frente,
Eu continuo olhando pra trás.

Você diz que não me entende.
Mas sou eu quem não consegue entender, como foi que tudo aconteceu?
Como foi rápida a mudança de vontade, de sentimento e de ideias.
Eu não entendo como as palavras, que um dia eram "vamos morar em algum lugar legal assim", no outro passaram a ser "prometa que não vai criar expectativas". Como elas puderam mudar o sentido tão rapidamente?

Nem o médico, que ao meu lado me pede o que sinto, nem o psicólogo, que me pede como me sinto, e muito menos meu amigo que me pede porque me sinto assim, sabem me ajudar. 
Porque compreendi, ninguém pensa igual a mim. Todos só querem saber de contar boatos, querem saber de conhecer os fatos, e, no fim, acabam não ajudando ninguém além de seus enormes e curiosos egos.

Bem vindos a viagem pela vida, esta mesma que acha que os melhores presentes que pode me dar são motivos (tristeza, decepcionado e porque a amo ) pra escrever.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Eu Caminho ao Teu Lado [Música]

Há uma história em seus olhos
Posso ver a dor por trás do seu sorriso
A cada sinal que reconheço
Um outro me escapa

Me deixe conhecer o que atormenta sua mente
Me deixe ser o único a conhecer o seu melhor
Ser aquele que vai te segurar
Quando você sentir que está afundando

Me diga mais uma vez
O que está por trás da dor que está sentindo?
Não me abandone
Ou pense que você não pode ser salva...

Desperte seu espirito por mim
Descanse seus pensamentos cansados em minhas mãos
Entre nesse local sagrado
Quando todos seus sonhos parecem quebrados

Vamos ficar dentro deste templo
Deixe-me ser o único que te entende
Ser o único a te carregar
Quando você não conseguir mais andar

Me diga mais uma vez
O que está por baixo dessa superfície sangrenta
Se você perdeu seu caminho
Eu colocarei você nele

Oh, quando tudo estiver errado
Oh, quando a desesperança te rodear
Oh, o sol irá nascer novamente
A maré contra a qual você nada te levará de volta para casa
Então não se renda
Não se entregue

Eu caminho ao seu lado
Onde quer que você esteja
O que quer que aconteça
Não importa quão longe
Por tudo que pode vir
E tudo que pode ir
Eu caminho ao seu lado
 
 
 

A Mesma História


Saio de casa a noite e não tenho hora pra voltar.
Não ouso nem olhar para trás.
E sei que minha casa eu não verei novamente.
Saio de casa e meu único companheiro é o violão,
Que nunca se cansa de ouvir as mesmas músicas.
Saio de casa e nem sei que horas são.
E em minha mente resta a dúvida se já é a hora certa, ou, se já é tarde de mais.
O vento frio bate em meu rosto, mas a sensação é tão estranha...
O vento gelado que outrora me machucava, hoje me acalenta,
Pois não há nada mais congelado que eu mesmo.
O que pode nos tornar frios, senão o calor que esperamos das outras pessoas?

Metade do meu coração tem o teu nome,
Porque mesmo que você não merecesse estar ali, e, confesso, até mesmo queria poder te tirar de dentro de mim, você insiste em estar, em povoar os meus sonhos.
Mas te levo junto comigo, e cada gota de orvalho que cai no chão ao meu redor, me faz lembrar dos teus olhos tristes me mostrando um futuro bom.
E o céu é testemunha desse caminho errôneo,
Desse amor platônico,
Do violão incansável,
E de um rapaz que anda só, exceto pelos momentos em que Jesus está ao lado dele.

Eu vou andar. Cada passo que dou é mais um passo longe de tudo.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Sublimatio: Excesso



Uma dadiva perigosa...









Algumas coisas turvam nossa visão. O que (ou quem) é mesmo que tentamos enganar?

Particularmente já me deparei com muitas situações cujas não seria sensato descrever, mas me põe a pensar melhor no que às vezes nós somos (ou tentamos ser).

O que seria uma vida autentica num mundo tão cheio de paradigmas e limitações?
Tudo hoje em dia são as manifestações do sagrado. Jamais houve uma época da história da humanidade cujo formos tão religiosos. Esperamos, esperançosamente, por uma salvação cada vez mais tardia, e o único conforto que temos é que um dia Ele virá. Batemos de porta em porta, anunciamos uns para os outros, nos reunimos todas as semanas, passamos de geração a geração, e assim se passa o tempo...
Ora bolas, parece que existe algo de inconfortável aqui; apoiar-se numa salvação que há milênios não chega parece ser agir de má fé. Afinal, é muito melhor achar que o mundo inteiro que está um caos, que as pessoas estão perdidas, que tudo precisa ser renovado do que mudar a si próprio. Mas este papinho não funciona mais, a mínima mudança já é o bastante para passar mel na boca de muita gente.
A questão, ao menos para mim, é quando encaramos este ideal da pior forma possível; escondendo-se atrás da luz, sublimando a própria persona, atrofiando o raciocínio, se desculpando em nome de alguém.

Algumas coisas alienam a gente, e eu já vi isto de muito perto. Vi pessoas passando uma vida inteira acreditando e se mascarando por conta de uma opinião que não é deles.
Mas o que isto importa se estas pessoas são felizes?
São felizes?...
Algumas coisas trazem conforto, como um travesseiro macio que suporta a dor no pescoço. Mas não será o travesseiro que curará o torcicolo

A cura; outra palavra que me entristece. O que na verdade ela é? Já parou para pensar no tanto de coisas que procuramos soluções? Tendemos a complicar a vida mais do que damos conta de solucionar, e isto machuca quando achamos que não podemos mais voltar no caminho que decidimos tomar.

Tenho medo de descobrir que tudo foi uma fantasia. Somos arrogantes e orgulhosos o bastante para não precisar de grandes motivos para formar uma guerra inteira; ao mesmo tempo em que somos persistentes o bastante para lutar por uma paz, sem querer fazer grandes revoluções.


História, parte 2



E o tempo passou, sim, conforme escrito.
Foi uma pena que não passou como eu gostaria, mas ninguém me disse que seria fácil.
O meu labirinto se resumiu em poucas saídas, e fico imaginando se todas elas me trariam os mesmos sentimentos.
Me diz o que foi que aconteceu, eu não consigo acreditar quando conto a mim mesmo de frente pro espelho.
Foi como se a chuva começasse a cair no momento que botei os pés pra fora de casa, e eu resolvi me molhar.
Eu até posso te chamar de meu amor, mas, isso importa, faz diferença pra você?

domingo, 13 de janeiro de 2013

História

Quando você está só,
E não aguenta mais,
O coração que aperta dentro do peito,
Os olhos que ardem de lágrimas.
A televisão, que nunca ajudou, hoje é mais um empecilho. Os filmes mostrando romances que deram certo, e você se pergunta, será que a realidade só está ao meu redor? Será que o sofrimento é uma variável que só se aplica a mim?
Se ao menos ela pudesse saber o que você sentia quando em um beijo, em um olhar, se ela pudesse ouvir o silêncio gritando o nome dela, atormentando-te mesmo ao acordar, pode ser que ela mudasse de ideia, pode ser que ela compreendesse um pouco as coisas como são.
E você me diz que não vai desistir, que vai tentar uma última vez, que na verdade não é a última. 
Como se você pudesse mudar alguma coisa.
Como se as coisas só dependessem de você. Caso fosse, o mundo não seria desigual, o sol não seria tão quente, o chocolate não engordaria e ela seria tua.
Mas não esqueça que, apesar de tudo, as escolhas ainda são tuas, não se culpe se não der certo, afinal, ambos sabemos que você tentou. E por mais que o teu egoísmo lute contra um pensamento tão altruísta, se ela estiver feliz, mesmo que não seja com você, fique feliz também, pois lá dentro é tudo que você sempre desejou, que você sempre quis. Que ela fique bem.
Continue só, mas sorria.
O peito que não aguente um coração tão vivo dentro dele.
Mas que os olhos continuem ardendo por tantas lágrimas, porque mesmo assim, tudo que você queria era que pudesse chamá-la de meu amor.


quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Não me aperte, não me deseje: Me deixe vencer

Recebemos uma punhalada de nos mesmos quando admitimos que o Outro não é nosso.
Esperar incansavelmente por outra pessoa pode ser um sinal ruim; um sinal de que amamos muito mais um ideal do que a si próprio.

Se deixe vencer pelas escolhas que a vida nós faz tomar!
Ficar procurando por sinais em todos os momentos é uma sofrida prisão, que nem mesmo o tempo será capaz de curar, ao contrario, ele será nossa ruína.

Que aprendemos a aceitar a derrota de mais uma história de amor, pois nem sempre as dificuldades encontradas fortalecem os pilares da vida.

Não adianta procurar por novos horizontes se não mudarmos nossas metas. Amar pode ser uma decisão, mas ser amado, quem sabe, seja uma consequência que apenas aparece durante a convivência.

Sentimentalismo


Tudo começou com um olhar, porque tudo tem que começar de algum lugar.
E os inícios e fins são tão parecidos..


Pra falar a verdade, são tantas as coincidências e igualdades na nossa vida que as vezes penso que tudo não passa de uma casa de espelhos, um labirinto gigantesco, fazendo-me passar pelos mesmos lugares várias vezes.
Mas talvez nem seja culpa da vida, mas sim das pessoas que estão nela. Ninguém é igual a ninguém, mas as pessoas mentem da mesma forma, as pessoas magoam da mesma forma. E então elas choram da mesma forma que muitas outras espalhadas por aí.
Mas existem muitas pessoas que, por mais que os caminhos sigam rumos diferentes, elas tornam a se encontrar, nem que seja para breves conversas. Então você percebe que foi você mesmo quem abriu outro caminho pra si mesmo e separou-se delas. E mesmo que você volte atrás, volte para onde o caminho bifurcou-se, a pessoa não estará mais lá.
Pode arrepender-se um milhão de vezes, o tempo não volta atrás como muitos sonharam, este faz parte dos sonhos que não podem realizar-se, como aquele outro sonho de um amor, mas que não tornou-se real.
Aliás, tornou-se, mas como numa colisão de partículas, só por alguns instantes.
Como já disse um pai ao seu filho:


Filho, valorize o sentimento acima de qualquer coisa. Mas não esqueça que, com isso, você vai estar correndo o risco de ser magoado, de chorar, de sentir-se inútil. Sabendo disso, nunca mergulhe de olhos fechados, quer dizer, nunca entre em um relacionamento com o coração totalmente aberto. Você pode se machucar sem razões, e fazer com que ele feche-se, endureça. Por mais que nestes momentos a nossa ideia seja de sermos sinceros quanto a tudo, trate de esperar que o vento sopre um pouco do outro lado, para saber se é possível mesmo levantar vôo. Lembre-se: Sem sustentação, um avião cai.
Porque um olhar diz tudo, diz o início, e o fim.


terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Sem título

É tão difícil achar um conjunto de letras que caracterizam o que sentimos nos momentos mais complicados, não é mesmo? Deixamos nos levar pelos sentimentos mais covardes e não pensamos em como sair deles depois.
Passamos tantas horas tentando entender o Mundo que muitas vezes nos perdemos no meio da estrada. Que sentimento é este que abafa nosso coração? Sabemos quando não estamos bem quando a dúvida é nossa melhor amiga.
Mas... espere um pouco, não são as certezas que são perigosas, obscurecendo o pensamento, confundindo as virtudes e desarmonizando as relações? Está tudo muito confuso, parecendo uma guerra, cujos inimigos vestem as mesmas fardas que meus aliados.
Eu sempre escutei que aceitar a si próprio antes de tudo é o primeiro passo para aceitar os outros, em nossas qualidades e defeitos.
Não existe fórmula para tudo, eu sei, e nem sempre uma resposta exata (pior, quem sabe nem mesmo as respostas existem), mas meu coração se entristece quando vejo as pessoas se entregando a sentimentos que destroem lares. Nem sempre ficamos de braços cruzados frente à tempestade.

O problema é que sou arrogante o bastante para achar que existirá sempre uma explicação racional para a humanidade, e tolo por demais por confiar em meus sentimentos, mesmo achando ser tão racional. Quem mais além de mim consegue me entender? Se todo mundo pensar assim não existirá mais comunicação... O que é mesmo que te afeta?

A vida é uma confusão tremenda, e o caos que nela se forma nos direciona para nossos fracassos e nossas vitórias constantemente, como um pendulo de relógio que vai e volta até finalmente parar sob o efeito do próprio tempo, que fora tantas vezes contado.
Eu vitoriei diversas vezes, assim como perdi tantas outras, e as piores perdas não foram coisas ou idéias, foram pessoas.

Já é tarde, e eu ainda nem terminei de dizer um terço do que está em minha mente, o que dificilmente será escutado pelos outros, pois não são todas as palavras que conseguimos  formar títulos.