Neurônio da Semana

Se temos a possibilidade de tornar as pessoas mais felizes e serenas, devemos fazê-lo sempre. - Hermann Messe

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Vermelho Como: Céu


Não sei o que as pessoas querem, se é um pouco de atenção,
Um pouco de paixão,
Ou compreensão.
Como vai o seu mundo?
Quais são as coisas que se passam atrás desse vermelho?
Já parou pra pensar que você não é o centro do universo para eu ficar louco por você?
Por mais que eu fique..
Já olhou para o céu hoje e percebeu quais são as estrelas mais bonitas? Por mais que elas sejam todas iguais, o que as tornam especiais, únicas? São as definições que damos para elas. A nossa estrela, as estrelas que formam um rosto, uma caixa, um caminho para seguir, deixar o que passou para trás, deixar o impossível e o improvável de lado e abraçar um futuro brilhante, um céu de brigadeiro.
O mesmo acontece com as pessoas. Vistas de cima, todas são iguais, exceto detalhes físicos. Então o que é que as torna diferenciadas, apaixonantes, admiráveis?
Aliás, já parou para pensar no valor que você dá para cada pessoa? Supervalorizamos amizades, amores, fatos.
Eu não sei do que as pessoas precisam, é tudo tão sublimado hoje em dia. O que ainda não complicaram é que precisamos respirar.
Atenção, paixão, compreensão, Amor. 
Não precisa me entender, nem compartilhar fatos semelhantes de sua vida. Não precisa me dar atenção, somente me veja quando eu estiver em sua frente. Não precisa se apaixonar por mim, mas faça amor comigo como se fosse a última vez.
E por fim, não precisa me amar. Ame as estrelas e atribua uma a minha imagem, para que sempre que você se perca em lembranças ao procurá-la lá em cima, lembre-se de quando tirei teus olhos do céu e fiz com que se fechassem diante de um beijo tão ardente, tão atencioso, apaixonante, compreensivo e amante.


Nenhum comentário: