Neurônio da Semana

Se temos a possibilidade de tornar as pessoas mais felizes e serenas, devemos fazê-lo sempre. - Hermann Messe

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Amigo, Anjo, Herói



Eu fico voando por aí, sem direção,
A minha capa combina perfeitamente com o pôr-do-sol.
Esvoaçando como aqueles cabelos ao vento.

Eu me peço o porquê, por que é que eu fico voando aqui, 
Sem lugar pra ir,
Ou tentando fugir do único lugar que eu queria estar.

Mas é voando que eu imagino tudo,
É imaginando que eu vôo, escrevendo palavras no céu, palavras de amor e de saudade.
É voando que eu imagino tudo, desde aquele sinal em seu rosto até o brilho que seus olhos têm.

Antes que o dia acabe, deixa eu te dizer uma coisa,
Agora que o laranja dos céus está desvanecendo-se,
Meu Deus, eu nunca havia entendido certas coisas, e acredito eu que vou morrer com ideias fajutas sobre a maioria delas,
Mas se tem algo que eu aposto algumas fichas é que eu nasci, para ser um herói,
Para estar onde uma pessoa especial está,
Para dizer a coisa certa para afagar um sofrimento,
Para me fazer de idiota à vista de outrem e fazer brotar aquele sorriso desprendido no rosto daqueles com quem me importo,
Para que minha companhia faça-se importante às pessoas que não tem um lugar para colocar os braços a não ser em volta do próprio corpo.

Eu não sei se sou um herói, um amigo, um anjo, 
Mas a minha tarefa eu estou fazendo. Espero.

Nenhum comentário: