Neurônio da Semana

Se temos a possibilidade de tornar as pessoas mais felizes e serenas, devemos fazê-lo sempre. - Hermann Messe

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Ame-me, Lembre-se: Anahata

O Verde...

Um casal pergunta ao outro:
- Como é que vocês conseguem estar juntos há tantos anos, e nós não conseguimos prever o dia de amanhã?

Antes de mais nada, o homem pede à mulher:
- Posso responder? - Ela assente. - A jogada é a seguinte, hoje nós vivemos em uma sociedade diferente da que existia a meros dois anos atrás, e não é nada como as novelas da globo e nem mesmo como eu vou te dizer agora. Porque cada caso é um caso, cada cabeça é um universo. Hoje os papéis estão se invertendo, hoje as mulheres são o pulso fechado da relação, são as possessivas e as proibitivas e os homens necessitam de carinho, de atenção demasiada, hoje os homens, eu digo os homens de verdade, estes querem a monogamia, querem a calma e a segurança. No quesito casal, as pessoas precisam entender, antes de tudo, como é que elas mesmas, que por vezes odeiam-se a si mesmas pela manhã, podem amar incondicionalmente outra pessoa? Cada universo é um coração, no sentido figurado. As pessoas precisam de amor, mas também de espaço, e cada uma vai sempre achar que cede mais espaço do que a outra. 

- Sabe o que é? - A mulher interrompe. - Hoje a grande massa de pessoas não pensa como meu namorado pensa. É muito fácil arrumar uma transa nova toda noite e é só com isso que eles se preocupam, com sexo, sexo, sexo. Mas quem quer um relacionamento de verdade precisa entender estas coisas, se quer que o mesmo se extenda por tempo indeterminado. E não são as brigas que definem o casal e que resolvem os problemas. É o diálogo, por mais difícil que pareça ser. Lembrem-se, amem-se: Vocês não são somente amigos, nem somente enamorados. São um casal. Detonem a essa palavra a definição que quiserem. A nossa, nós sabemos.

Nenhum comentário: