Neurônio da Semana

Se temos a possibilidade de tornar as pessoas mais felizes e serenas, devemos fazê-lo sempre. - Hermann Messe

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Partida




Como você está?
Já faz tanto tempo que não ouço a água correr..
Tem dias que eu saio de casa, tento achar o rio, tento achar a água que caía do céu nas tardes de sábado.
Mas eu não encontrei,
Eu encontrei o vazio, o pó da terra ardida que não se molha há muito tempo.

Onde você está?
Eu te procuro, em vão, e as minhas mãos só encontram indícios de onde você passou. Até a minha memória me trai nesse momento, e eu não consigo lembrar. Pra onde você foi?
Talvez você esteja me esquecendo, e por mais que eu não quisesse, isso me entristece.
Tem dias que eu fico em casa e a água corre pelas minhas veias, e a minha cabeça, pesada, cai sobre o travesseiro.
E eu não te encontro, mas nem ouso te procurar.

Aliás por que é que estou escrevendo aqui hoje?
Acho que é só pra constar:

Eu te achei, ou você me achou, eu não sei.
Em um sonho em que você estava partindo para algum lugar. Talvez saindo de vez do meu coração e da minha vida, ou indo para algum lugar que eu nunca mais possa te encontrar. E eu só passei pra te dar um abraço bem forte.
Adeus.

Nenhum comentário: