Neurônio da Semana

Se temos a possibilidade de tornar as pessoas mais felizes e serenas, devemos fazê-lo sempre. - Hermann Messe

domingo, 25 de março de 2012

Lição das Trevas: Escolhas

O céu nublado indicava o sinal da chuva. Roncos longínquos eram os únicos sons que conseguia escutar. Ele perdeu o interesse de saber onde o som via assim que virou para mim com a mesma expressão gélida. Não gostava de sua presença; e acreditava que ele sentia o mesmo.

- Já parou para pensar o que você fez todos estes anos? Está realmente satisfeito naquilo que se mostra ao mundo?

“As vezes eu vejo apenas sombras no coração dos homens. Presos por aquilo que chamam de Destino. Tolos incompreensíveis. Passam uma vida inteira fazendo aquilo que não queriam. Vida amarga; vida tocada, Vida de gado.
Esqueceram-se da capacidade da escolha ou talvez nunca tivessem o conhecimento delas.
Tenho medo de ouvir que você é outro que espera conhecer a trilha final de vida para só então tomar postura do que fazer com ela. O que lhe impede de fazer isto agora? O que lhe impede de começar a mudar hoje? A vida pode ser breve demais...
Pense em suas ações garoto. O que tem vontade de fazer? O que você quer para a sua vida?"

- Eu já abandonei os sonhos da infância.

- Abandonou, pois fingiu amadurecer ou foi covarde demais para abraça-los? Quer mesmo ser só mais um como os outros?

A chuva caia finalmente. Pingos da mais pura tristeza inundava meu coração aberto pelas feridas das escolhas. Escolhi achar que não teria mais escolhas.

- É esta a sua decisão, permanecer calado? Se tiver vontade de chorar, chore! Se tiver vontade de se libertar, se liberte! Quer cantar? Mostre ao mundo sua voz!  Se quer mesmo me enfrentar, o que espera? Herói covarde, seus sonhos não se diferem dos meus.

- Sonhos que se realizam não são sonhos verdadeiros.

- Filosofia de proteção. Viva se negando se preferir. A escolha, ainda é sua.


Nenhum comentário: