Neurônio da Semana

Se temos a possibilidade de tornar as pessoas mais felizes e serenas, devemos fazê-lo sempre. - Hermann Messe

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

São apenas batatas?

Historinha velha, simples, e complexa. Boa para refletir quando não se tem nada para fazer neste mundão complicado.
Enjoy!

Um homem andava pelo campo de concentração fazendo seu trabalho. Todos os dias ele passava pelos mesmos lugares conversando com os soldados, mas num certo dia resolveu observar como estavam as coisas nas cozinhas do campo de guerra.  Não havia cheiro de comida, apenas o cheiro do terror em todos os lugares por ali.
Na primeira cozinha o homem da estória observa o cozinheiro trabalhar com as batatas, a única comida disponível daquele lugar.
- O que o senhor está fazendo? – perguntou o homem.

O cozinheiro virou os olhinhos para ele rigidamente sem parar de mexer com as batatas e, disse arrogantemente:
- Não está vendo? ESTOU APENAS DESCASCANDO BATATAS!

O homem então sorriu e saiu pela porta, em direção á outra cozinha ao lado.
Chegando à segunda cozinha o homem enxergou o cozinheiro do local e foi andando até ele. Um enorme saco de batata repousava perto de seus pés.
- O que o senhor está fazendo?

O cozinheiro terminou de olhar a qualidade da batata dourada em suas mãos, satisfeito com o tubérculo repousou-a na pia, se virou para o homem e disse:
- Ora bolas, não parece óbvio? EU ESTOU COZINHANDO.

O homem então sorriu e saiu pela porta, em direção á outra cozinha ao lado.
A terceira cozinha não era diferente das outras duas. Batatas para todos os lados. Chegando perto do cozinheiro, que manipulava as batatas como todos os outros, o homem perguntou:

- O que o senhor está fazendo?

O cozinheiro sorriu. Largou a batata da mão, deslizou seus dedos até a faca ao lado e a empunhou para o alto dizendo:
- O que eu estou fazendo? EU ESTOU AJUDANDO PARA A REVOLUÇÃO!


NOTA: reparem que ambos os cozinheiros fazem a mesma coisa, contudo, com uma visão diferente de sua realidade. Quem está trabalhando mais feliz? Quem está mais satisfeito com aquilo que faz? O mesmo mundo que eu vejo é o mesmo mundo que você vê?

/pensem

2 comentários:

Regina Doroty disse...

Adorei o post *-*
Faz um bom tempo que não visito o blog, kk' Mas ele continua muito interessante! O texto é muito bom para refletir.. Cada um encara a vida de um jeito, cabe somente a nós enfrentá-la da melhor forma possível.

Carlos Filho disse...

Olá Regina Doroty. Espero que esteja bem =D
Obrigado por ter lido.
Realmente cada um encara e visualiza o mundo de uma maneira diferente e isso é muito importante para a mêcanica do mundo.
Sucesso!