Neurônio da Semana

Se temos a possibilidade de tornar as pessoas mais felizes e serenas, devemos fazê-lo sempre. - Hermann Messe

domingo, 4 de dezembro de 2011

Preso no Labirinto

Assim como corro mais rápido,
Mais rápido ele me alcança.
Se eu parar ele o fará também?
Não posso dar chances para o azar.
E nem preciso estar descrevendo como foi minha chegada até aqui,
Conforme os caminhos foram se estreitando,
Também iam minhas esperanças.
Até que encontrei uma porta. Uma sala. Vazia e escura.
Tentei bloquear a porta com tudo que encontrei tateando pelo chão,
Mas percebi que a sala não tem saída aparente.
E agora escrevo neste papel amassado de meus bolsos, e nem posso ver como as palavras saem.
Já tive tempo demais. Vou virar meia-volta e enfrentar meu assassino. Se ele não o é ainda, será. Ou ele ou eu.

Abro a porta e tudo fica em silêncio. Não há passos nem luzes nem dor nem paz. Só ouço um coração batendo. E não é o meu, pois este já se silenciou.

Nenhum comentário: