Neurônio da Semana

Se temos a possibilidade de tornar as pessoas mais felizes e serenas, devemos fazê-lo sempre. - Hermann Messe

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Mão



Seja a que me afaga, não a que me maltrata.

Natureza

Sempre almejando o que seus olhos não podem ver.
Aquilo que seu coração não precisa,
Aquilo que suas mãos não podem segurar.
Faz algum sentido para você?

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Diálogos

Ele: Deito para lhe ouvir melhor,
E você me beija lentamente, da forma como eu estava imaginando.
Porém, quando procuro seu rosto para tocá-lo,
Você desaparece, e deixa para trás tantas coisas que eu queria te dizer.

Ela: São lindas essas palavras, é por isso que escolhi você para mim.
(Ele começa a chorar)
Ela: Não chore!
Ele: Você me diz, não chore, mas eu lhe respondo: Estas lágrimas não são de tristeza,
São de felicidade, por poder ter te conhecido.

Cinderela

Me coloque na ponta do abismo,
A realidade as vezes dói.
E eu gostaria que tudo não passasse de um sonho.
Mas é real, é você que está me empurrando, me jogando pra longe.
De onde um dia me puxou cada dia mais perto.

Para onde irei amanhã?
Fiquei sem rumo, sem as chaves do meu lar.
Fui tão egoísta por ter pensado que um dia você poderia ser só minha...
...Princesa.

Que agora dança nos braços de seu príncipe encantado,
Enquanto eu, nunca passei de um plebeu.

Memórias

Minha memória, meu amor de verão.
Conforme sua boca sintetiza as palavras,
Eu rio sozinho, envergonhado com tanta beleza.
Estou sozinho conversando com a lua,
Desejando estar ao teu lado.

E a cada lâmpada que se apaga,
Anunciando um novo dia, me lembra de uma vida distante, quase impossível
Com os primeiros raios de sol, da cor de seus cabelos, constratando uma lua indo se deitar.
Me fazem pensar em noites em teus braços, tocando sua face em silêncio
Te amando em cada segundo que passa, olhando firme em seus olhos e dizendo o quanto és importante para mim.
Mas estas memórias estão tão distantes quanto as luzes das últimas estrelas do céu.

Ah como gostaria de ouvir sua voz falando comigo,
Enquanto presto atenção em cada batida do seu coração, rezando para que esse momento nunca termine,
E que nunca se apague de minha memória.
Enquanto ouço sua risada deliciosa, galanteando meus ouvidos.

Ah! Mas estes são momentos
São histórias sem fim, que nunca poderão se concretizar.
E desaparecem, perdem sua cor e magia enquanto as batidas do teu coração se tornam inaudíveis, distantes
Mas eu nunca esquecerei você, pois minha memória sempre estará repleta de cada um dos nossos momentos imaginários, reais e Inesquecíveis.

Memórias de um Nórdico

Hoje acordei um pouco mais cedo,
Para escrever escondido, longe de meus irmãos.

Eu nunca acreditei em deusas, até te conhecer.
A cada batalha, é por você que ergo meu escudo em defesa de minha vida.
A cada lance de minha espada é um passo a menos que me separa de você.
Não tenho medo da morte,
Só de não poder defender você,
Coisa que jurei com todas as minhas forças.

E mesmo que meus companheiros não entendam muito bem o que sinto,
A lua sempre estará de o meu lado.
Eu te daria tudo, até minha vida, por um único sorriso de amor sincero seu.

Jurei estar sempre em ti,
Sempre por ti,
Sempre para ti.
Jurei te defender, te cuidar, ser a tua vanguarda, o teu mar e o teu céu.

Mais do que isso, Jurei Sempre te Amar.

____
Dedicado a um nórdico amigo meu.

Se Eu Tentar

Vim morar tão longe para fugir,
De um sentimento tão forte que criei por você.
Mas ele só aumentou, junto com a saudade.
Apaguei os meus rastros mas você me encontrou,
E em seus braços encontrei o meu lar.

Como você conseguiu me seduzir, eu não sei.
Como te amo tanto, desconheço também.
Mas em mim, um pedaço muito grande de você ainda vive,
E eu vou de encontro a ele sempre que preciso de paz.

Se eu tentar pular, você será o meu chão?

Medos

Quais são os seus medos?
Segure minha mão
Passaremos por isso juntos.

Não me olhe assim,
Me perdoe e esqueça de minhas faltas,
Acharemos um caminho.
Não negue os seus medos,
Apenas os deixe te fortalecer.

Como eu gostaria de segurar teus cabelos,
Sentir os teus lábios nos meus.
Olhar teus olhos tão perto de mim.

Mas agora sua voz ressoa longe,
Eu chamo seu nome,
Que desaparece de minha boca no mesmo momento.
Volte para mim meu amor, volte voando.
Nas costas de um dragão resplandescente.

Agora sinto você mais perto,
Agora corro cada vez mais rápido para lhe encontrar
Volte para os meus braços meu anjo,
E deixe-me beijar você
Mais uma vez.

Qual é o meu medo?
É não poder mais ver seu rosto.

domingo, 4 de dezembro de 2011

Preso no Labirinto

Assim como corro mais rápido,
Mais rápido ele me alcança.
Se eu parar ele o fará também?
Não posso dar chances para o azar.
E nem preciso estar descrevendo como foi minha chegada até aqui,
Conforme os caminhos foram se estreitando,
Também iam minhas esperanças.
Até que encontrei uma porta. Uma sala. Vazia e escura.
Tentei bloquear a porta com tudo que encontrei tateando pelo chão,
Mas percebi que a sala não tem saída aparente.
E agora escrevo neste papel amassado de meus bolsos, e nem posso ver como as palavras saem.
Já tive tempo demais. Vou virar meia-volta e enfrentar meu assassino. Se ele não o é ainda, será. Ou ele ou eu.

Abro a porta e tudo fica em silêncio. Não há passos nem luzes nem dor nem paz. Só ouço um coração batendo. E não é o meu, pois este já se silenciou.