Neurônio da Semana

Se temos a possibilidade de tornar as pessoas mais felizes e serenas, devemos fazê-lo sempre. - Hermann Messe

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Por Hoje, Talvez




O que são essas nuvens negras que encobrem o céu?
São pássaros negros que com suas asas derrubam chuva sobre nós?
As coisas nunca são o que são, ou o que deveriam ser.
O que as estrelas são, além de lanternas avisando-nos que nunca estaremos sozinhos?
Nós somos iguais, iguais as estrelas, e não precisamos de nada para nos guiar além de sabedoria.
Hoje tudo que preciso é vento no rosto, zumbindo entre meus ouvidos.
Será o bastante amanhã? Espero que sim.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Luzes na Escuridão



Na escuridão só eu ouço a canção,
Mergulhado na minha própria solidão auto-induzida, com meus fones de ouvido.
O que acontece aqui fora não me importa,
Nem os carros buzinando feito loucos,
Nem as pessoas, vivendo em cativeiros, atarefando suas mentes com objetivos fúteis, feito loucos.
Onde vêem flores, vejo mortes.
Quando querem ver propagandas eleitorais, prefiro rever os ideiais daqueles que foram cedo demais.

As luzes em cima dos prédios estão lá para me relembrar
Que tudo visto de cima é diferente, novo.
Suba lá no alto e observe as estátuas por trás das máscaras.

Somos todos tão iguais e tão distintos...

sábado, 8 de outubro de 2011

Pegadas



Por que um guarda-chuva é necessário, quando os pingos da chuva fazem me sentir vivo?
Eu peço repetidamente isso para meu psiquiatra,
E sua única resposta são resmungos inaudíveis.
Mais um tiro para acordar, é disto que eu preciso, ou são somente os efeitos colaterais?
Será que é como no filme, não é a colher que entorta, sou eu?
Ou não é o mundo que está enlouquecendo...
Talvez eu só precise de alguém que me carregue, quando eu não puder mais andar...

Palavras São Erros



Erros inadmissíveis, aliás.
Palavras são a vitrine dos nossos pensamentos,
São elas que identificam o caráter e a personalidade de alguém.
Poderosas são! Têm o poder de acalmar, de amar, de odiar e de destruir.
Todos aqueles que jogam palavras ao vento apenas por vê-las voando, que reveja suas ideias. Se você, como eu, quer mudar alguma coisa, comece pelas suas palavras..

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Enquanto a Cidade Dorme



Escrevo coisas sem sentido,
Espero que as estrelas caiam do céu.
Que o invisível que temo apareceça para mim.
É como se tudo fosse real,
Mesmo eu tentando me certificar que é um sonho.
Até que ponto o mundo noturno se mistura com o consciente?

Caminhar sobre a areia movediça não é milagre, é uma rotina.