Neurônio da Semana

Se temos a possibilidade de tornar as pessoas mais felizes e serenas, devemos fazê-lo sempre. - Hermann Messe

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Conto: O Anjo da Vaidade

" We got something to believe in, even if we don't know where we stand. " - Bon Jovi

Se fosse tão fácil achar o caminho das pedras...

[...] E era uma mulher linda. Metaforicamente falando, as rosas mais belas olhavam para ela quando ela passava, seguida por um perfume tão almíscar, tão fascinante quanto as estrelas da abóbada do céu numa noite de luar.
Porém, do mesmo jeito que flores podem brotar em um cemitério, ela era tão má quanto podia.
Em qualquer lugar da qual ela chegava, por  mais que ela fosse a coisa mais perfeita do mundo, no momento em que abria a boca suas palavras eram ásperas e vis.
Até que um dia, digamos que por milagre, um rapaz se apaixonou por ela. Ela, por mais desconcertada pelo fato de existir alguém que a quisesse, continuou com suas más ações para com todos, especialmente contra ele.
O rapaz, por mais perseverante que podia ser, um dia desistiu. Acabou, e ela, vendo que tinha perdido talvez o único que poderia gostar dela, entristeceu-se pela primeira vez na vida. Decidiu agora que seria simples e humilde.
Encontrando-se com quem outrora tratava pelos pés, hoje cumprimentava educadamente. Entretanto essas pessoas falavam entre si que isso era somente mais um plano da megera mulher.
E ela foi atrás do rapaz. Chegando na cidade natal dele, deparou-se com ele. Acompanhado. E eles estavam felizes. E ela estava só, exatamente como no começo.

Correr atrás do que se perdeu nesta hora pode ser tarde demais. Este é o maior erro que cometemos. E por mais que tenhamos força, os obstáculos são tão fortes que um dia podemos não mais aguentar.

2 comentários:

RPM disse...

ta ai http://odiariode7notas.blogspot.com/ to seguindo ja segue o meu :D

Felipe disse...

pode crer 4ª série forte!!
muhaha