Neurônio da Semana

Se temos a possibilidade de tornar as pessoas mais felizes e serenas, devemos fazê-lo sempre. - Hermann Messe

sábado, 17 de julho de 2010

Amizade: Não um privilégio, nem um milagre, mas uma virtude.

"Aprendi que um homem só tem o direito de olhar um outro de cima para baixo para ajudá-lo a levantar-se" - Gabriel Garcia Marques 



Amigo é coisa pra se guardar... do lado esquerdo do peito... Já dizia a música, e quanta coisa boa certas músicas não nos dizem né? E quantos sentimentos bons nossos melhores amigos não nos trazem...
Ter amigos não é um privilégio de poucos, razão da qual tanto ricos como pobres podem ter amigos. Quis Deus que fosse assim, que a verdadeira amizade fosse uma das poucas coisas que todo o dinheiro do mundo não pode comprar. 
Para ser amigo de alguém sabe do que é preciso? De nada. Só seja você mesmo e as pessoas que simpatizam com você com certeza virão. Para ser amigo, pode ser pai, mãe, namorado ou namorada, até mesmo alguém que você nunca viu, só é preciso confiança.
Amigo, é aquele que ri conosco nas horas felizes, nas festas, nas brincadeiras, ri conosco no cinema ou em casa comendo brigadeiro, ri conosco nos micos, nas bobeiras. Amigo, é aquele que chora conosco nas horas tristes, olhando fotos e sentindo saudade, é aquele que chora quando a distância dói ou quando o tempo tenta nos fazer esquecer um do outro. Amigo é aquele que aparece nos nossos sonhos só pra nos dar um abraço, pra nos dar um olá. Amigo é, aquele que nos ama. Que amor aqui se entenda também por carinho, afeição, respeito, sinceridade, confiança plena e companheirismo. Esse é o amor da amizade, amizade essa que é, além de necessária, impossível de não se ter. Todos temos amigos, amigos uns verdadeiros e outros só entre aspas.
Meus amigos, levarei vocês comigo o resto da minha vida. Contarei aos meus filhos e netos todos os momentos memoráveis que passei com vocês. Ensinarei, por experiência própria, de se ter e poder ter os melhores amigos que a vida pode me dar. Tenho muitos grandes amigos, e não vou mencioná-los todos aqui, mas dedico esse post a todos que tem também a sorte de ter grandes amigos e aos meus amigos verdadeiros. Não importa se hoje estou aqui ou amanhã estou lá, nada fará vocês deixarem de ser especiais para mim. A vocês, cabe ler esse post e saberão que essa homenagem é para vocês também, meus grandes amigos. 
É uma honra pra mim, saber que cada um de vocês existem.

Felipe Alexandre Bazzanella.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Se consegues sonhar, consegues agir.

" Se a TV estiver, fora do ar, quando passarem os melhores da sua vida, pela janela alguém estarei, de olho em você, completamente PARANÓICO. " - Eng do Hawaii


Como é bom sonhar. Viver dentro de um mundo inteiramente seu, onde você comanda tudo, você, só você, e as pessoas que você ama. O mundo seria tão bom, se fosse como nos nossos sonhos né? Como é bom, deitar a cabeça na cama, respirar profundamente e pensar naquilo que você mais gosta. 
Chocolate, família, futebol, viagens, bolas de sabão. Nos nossos sonhos não existem limites, não existem tristezas, não existem maldades ou pecados, a menos que você queira isso. Se as vezes sonhamos coisas ruins, se as vezes acordamos de súbito chamando por alguém, se as vezes não conseguimos mais dormir por medo de pesadelos, é porque o mundo está longe de ser bonzinho. Se até uma criança sonha pesadelos, algo tão puro, por que é que nós, mergulhados no sofrimento da vida, não sonharíamos?
Mas como é bom, imaginarmos um mundo perfeito, onde todos são iguais, na riqueza, na fome e no caráter. Onde a caridade seria lei. 
Não é difícil ser sonhador. Difícil mesmo, é esses nossos sonhos tornarem-se realidade. Não os sonhos materiais, pessoais, egocêntricos, mas os sonhos de uma vida melhor pra todos. Dinheiro, política, poder, não são os culpados, pois são necessários. Culpados somos nós, que não fazemos bom uso deles. 
Mas, mesmo os sonhos sendo bons, um refúgio as vezes, precisamos levantar da cama e encarar o mundo de frente, cara-a-cara, para que tenhamos uma chance de mudá-lo. 
Convido todos, a mudarmos o mundo, começando até mesmo nas mínimas coisas, pois quanto mais grãos de arroz jogamos na panela, mais ela fica cheia. 
Um abraço, Felipe.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

" De volta para minha terra " - Seleção Canarinho e sua migração precoce

CALA BOCA GALVÃO! - Todo o Brasil assistindo a Globo.


E é na época entre os meses de Junho e Agosto que a espécie de canários brasileira Zifudeu Burrus , faz a migração de volta ao Brasil, em busca de um clima mais acolhedor( o que não vai acontecer, especialmente pro Dunga ) . De quatro em quatro anos, as aves brasileiras saem do Brasil, lideradas as vezes por gênios; outras vezes por burros. Mas nas últimas duas migrações as aves brasileiras encontraram resistência local e tiveram que voltar ( com o rabo entre as patas ), devido a vários fatores naturais, como excesso de viadagem, falta de controle no sistema nervoso ou ainda inteligência diminuída.  
Como é penoso para o torcedor assistir jogo da seleção na Globo. Nossa, não da pra aguentar, nem quando estão normais, imagine então o Galvão rouco. Assisti a segunda metade do jogo quase toda com a TV no mudo. Meu pai, que desde o começo da copa não tem estado muito satisfeito com a seleção ( quem tava? ) já cantava a derrota desde o começo do segundo tempo. Será que os caras que não foram convocados fizeram alguma macumba? Pois é, pra nós sentirmos falta deles agora, porque eu senti. Mas, também, faça chuva ou faça sol nós estamos aqui torcendo e daqui a quatro anos, vamos gritar ( denovo ) pela terceira vez RUMO AO HEXA e, se não ganhar aqui, daí eu largo mão da seleção. 
Vai ser engraçado se o Maradona ganhar a copa lá...

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Memórias de Outro Bêbado: Sir Johnny Rock

"Viver no mundo do rock é pra quem já nasceu assim, não da pra enlouquecer tanto em tão pouco tempo." - Johnny Rock .


A Série "Memórias" ( não, não é música da Maria Bethania) hoje apresenta, uma figura renomada do mundo do metal, do rock de garagem, do blues, ele, Sebastião Pacheco das Cruzes! ( não o da foto) . 

E aí galera? Só na paz.. na paizz (faz um mini-hangloose pra galera). Bom dexo ve por onde eu vo começar. Meu nome, por mais horrível que pareça pra um cara do rock, é assim e isso eu não vou discutir, até porque mamãe sempre me ergueu no laço. Tião é nome de trabalhador, e das Cruzes é pra alguém santo, e no fim deu que eu sou totalmente o inverso disso aí. Adotei um psss... pseudoo... pisseudominomino... ah porra, adotei um apelido, Johnny em homenagem ao Johnny Ramone, e Rock por rock que é minha paixão em quarto lugar ( primeiro mamãe, breja, muié e rock). Nasci quando o Stallone era novo, em 1962 . Já mais pra frente, quando larguei o colégio, aos 13, fui trabalha com meu pai ( que Deus o tenha, porque mamãe matou ele de tanto enche o saco) e lá, cortando cana, que decidi ser rockeiro. Quando comecei, queria ser vocalista, no estilo dos mano do Sepultura lá. Mas minha voz não se encaixou( taquara rachada) e toco contra-baixo até hoje. Tão charmoso quanto Frank Sinatra e tão bom quanto Mike de Mosqueiro. Mas hoje vim pra lhes contar uma história engraçada que me aconteceu:
Estava eu, logo após um show, completamente bêbado. Imagine o que você acha que é ficar bêbado. Eu fiquei no mínimo, dez vezes mais travado. Mas tava la, de pé( quase morrendo ). Daí chego uns amigos meus, me chamaram pra casa de um deles, falo que ia tê umas mina lá  não sei o que e tal. E eu fui. O meu corpo tava indo mas a minha cabeça viajava cara, visitei os desertos, as florestas, a Lua. Quando voltei pra Terra ja tinha uma garota em cima de mim mas ja tava saindo, toda desanimada. 
- Po, ja? - Perguntei.
- Já o que cara, se você nem conseguiu começa? 
Daí, quando olhei pro bicho véio, quase morri, acordei da manguaça, foi como se o mundo tivesse desabado em cima de mim. O cometa caiu na Terra. O dilúvio acontecia e eu não tinha bote salva-vidas. Eu tinha broxado. BROXADO CARA! SABE QUE É ISSO? Levantei do sofá, sai de casa e vaguei, sem rumo, só eu mergulhado nos meus pensamentos ( broxa! ) . Chegava em momentos que eu procurava algum carro pra eu me jogar na frente. Sim, eu tava andando por aí peladão mesmo, mostrando a vergonha da minha vida. Parei no ponto de ônibus e acabei dormindo. 
No outro dia, era só maluco olhando abismado pra mim. Peguei um jornal da igreja evangélica daqui de perto de casa e a manchete do dia era : " A Prova: Satanás está de volta " e minha foto nu no ponto de ônibus lá( broxa! ). É claro que isso repercutiu na imprensa, eu, Johnny Rock, (broxa?) dormindo pelado em banco de ponto de ônibus? Fui demitido. Ninguém quer mais saber de mim, nem as mina ( porque você é broxa! ) e hoje começo a colaborar com esse blog em troca de emprego. Faço agora dieta balanceada ( amendoim, viagra de pobre) baseada em carne vermelha, breja e conhaque. Tudo com moderação. Digo toda noite antes de dormir, porra! como isso foi acontecer comigo? Eu que de Tigrão passei pra Coelhinho da noite pro dia, hoje tento me recuperar, afinal, nunca é tarde pra recomeçar( lema de broxa). 
Por fim é isso! Tamos aí, pro que der e vier. É nós! ( nós que voa bruxão).
Um Beijo e um Abraço, Johhny.