Neurônio da Semana

Se temos a possibilidade de tornar as pessoas mais felizes e serenas, devemos fazê-lo sempre. - Hermann Messe

sexta-feira, 16 de abril de 2010

O bom e velho Heavy Metal

Ao progressivo som de Dream Theater;

Olá, hoje descarrego minhas opiniões sobre esse estilo de musica, mesmo tendo a possibilidade de alguns de vocês não gostarem muito. Mesmo assim, peço a compreensão, pois como já disse, isso é apenas um comentário, uma opinião pessoal. Abraços. ( 12/05 )



" O heavy metal (muitas vezes referido apenas como metal) é um gênero do rock que se desenvolveu no final da década de 1960 e no início da década de 1970, em grande parte, na Inglaterra e nos Estados Unidos. Tendo como raízes o blues-rock e o rock psicodélico, as bandas que criaram o gênero desenvolveram um espesso, maciço som, caracterizada por altas distorções amplificadas, prolongados solos de guitarra e batidas enfáticas. O Allmusic afirma que "de todos os formatos do rock 'n' roll, o heavy metal é a forma mais extrema, em termos de volume, machismo, e teatralidade".   

Como sempre foi dito, Black Sabbath, Deep Purple e Led Zeppelin foram as bandas que 'começaram' a tocar o  heavy metal.. Mas acredito que, se não fossem essas bandas terem iniciado o estilo, de um jeito ou de outro ele iria nascer e conquistar o mundo. O metal veio do rock. Mas hoje em dia abrange tantos subgêneros que se tornou um estilo próprio, capaz de mudar de vocais agudos do power metal para músicas de 11 minutos do metal progressivo.

" Já não é de hoje que o rock tem sua imagem definitivamente ligada à rebeldia, à contestação e à fuga do convencional. Talvez, por isso, tenha ultrapassado as fronteiras da música, tornando-se não apenas mais uma faceta dessa forma de arte mas também um fenômeno cultural e, para muitos, um estilo de vida, o qual despertou a adoração de tantos e, por outro lado, a desconfiança e antipatia de alguns setores mais conservadores da sociedade. Dentre as várias vertentes do rock, uma em especial consegue provocar sentimentos de amor e ódio em proporções iguais e gigantescas. É capaz de chocar e causar indignação em muitos, ao mesmo tempo em que angaria legiões de devotos. Este é o Heavy Metal. " 

Pra que tantas dúvidas à respeito de um estilo que não incomoda ninguém? Para você ou para seus queridos filhinhos você prefere a imagem de um cara carregando dois quilos de ferro dentre todas as correntes, anéis e outras coisas, do que a de um rockeiro? Ou para sua filhinha você prefere a imagem de uma moça que vai para o Baile Funk ou uma rockeira? Ah, você acha que somos Satãnicos.. Bom, dependendo da banda você escuta coisas recrimináveis, como Cannibal Corpse. Mas se você tem a liberdade de expressão de poder xingar tudo e todos na hora que quiser, por que os caras também não? Não gosta não ouça. 
E sobre o Satanás, pare e reflita um pouco; Se você diz que falar o nome dele é feio, repreensível e não sei mais o que, tudo bem. Pare e pense. Se você acredita que ele é quem se revoltou contra Deus, que criou o inferno para nós nos fodermos lá por toda eternidade, por qual maldita razão todas as Terças e Domingos você vai à missa e diz que Deus é o Todo-Poderoso e profundamente Misericordioso? Se Ele é o Todo-Poderoso então responda-me por quê é que Ele deixou alguém se rebelar contra Sua Lei, proclamando o mal eterno? E como podemos sofrer eternamente no inferno se Ele é Misericordioso? Reze, creia, tenha fé. Mas não estrapole ideias nenhuma. Não viva no meio de mistificações. Quer saber uma coisa boa? Satanás não existe. Se não acredita leia o parágrafo inteiro novamente ou procure uma igreja nova onde lá os milagres não são mais milagres, são eventos naturais, onde só o que é preciso é que você doe 30% do que você ganhou.. 

Quem conhece o heavy metal, quem convive com os headbangers, ( metaleiros não, termo horrível criado por alguma emissora brasileira de TV sem noção) sabe que as pessoas preconceituosas falam mais do que sabem. Afinal é sempre assim né. Somos membros de um estilo forte, mas não somos o que mostram em teledramaturgias, pessoas sem educação, sem modos, sem inteligência ou ainda vilões, marginais. Mas como a mente de certos humanos é tão fraca, tão suscestível ao " famoso " , ao " conhecido ", que a deixa acreditar por banalidades. Como diz o Manowar, em Die for Metal : 

" So I walked outside into the street  //  Então eu andei para fora na rua
From a hall I heard thunder and screams //  De uma sala eu ouvi trovões e gritos
I walked inside so I could hear  //  Eu caminhei para dentro para poder ouvir
And the guy beside me gave me a beer //  E um cara ao meu lado me deu uma cerveja


He had his fist up in the air //  Ele tinha seus punhos levantados no ar
And called me brother said my friends //  Me chamou de irmão e disse que meus amigos
Are over there  //     Estavam lá "



Amizade? Sim. Vá a algum show de metal e veja como é. Nada de violência. Sem esquentar a cabeça, nós queremos curtir. Mas a diferença entre os verdadeiros fãs do gênero e entre os chamados ' posers ' é gigantesca. Poser são aqueles que gostam de aparecer. São garotas que só porque o novo namorado curte Helloween ela corre comprar uma camisa e adora usa-la o dia todo. Fã é a garota que mesmo namorando algum babaca tem la em seu computador ou no porta-cds a discografia do Helloween, sabe como surgiu a banda e o nome de quem toca lá. Sabe me dizer pelo menos dez músicas boas da banda e o estilo de metal que ela toca. Mas apesar de todo e qualquer preconceito, nós não somos posers, então não precisamos aparecer para saber que o estilo nunca morrerá. Será meu filho que sentirá orgulho do pai que ouve Black Sabbath, Dream Theater, Edguy, Shaaman, Iron Maiden. Não de um pai que anda como aqueles macacos, chimpanzés com dor nas costas. Camisas multi-uso( serve como camisa e como tenda, de tão larga que é)  nunca usarei. 

Não gosta do que está escrito? Não aceita? Tem algo contra o estilo? Não estou nem aí. Se você, ao contrário, gosta, curte, é fã ou simplesmente aceita o gosto das outras pessoas, então seja muito bem-vindo.  Sente, pegue uma cervejinha e vamos ouvir um bom HEAVY METAL !! 

Sou Felipe, ex-vocalista da Al Capone( que não teve futuro) e agora vocalista ' independente (desempregado) ' cantando um bom Engenheiros do Hawaii, Edguy, Raul Seixas, Legião Urbana, Reação em Cadeia, Massacration e Bruce Dickinson. Forte Abraço, e Play It Louder Than Hell !!


Nenhum comentário: